• Gestor Comunicador

Gestor Comunicador pergunta para Fernanda Ferrão, diretora das Lojas Pompéia/Gang


Para prosseguir com a série Gestor Comunicador pergunta, que traz entrevistas com líderes de conceituadas organizações no mercado, a jornalista e criadora do Programa Gestor Comunicador, Jacqueline Lima, conversou com a diretora das Lojas Pompéia/Gang sobre a gestão e o alinhamento das diversas gerações na organização.


Confira um trecho da entrevista:

Jacqueline Lima: As Lojas Pompéia, que agora estão em sua terceira geração, têm a preocupação de manter vivo o legado de seus fundadores no que tange à aproximação que os sócios sempre tiveram com seus colaboradores. Como a Comunicação pode auxiliar neste desafio, à medida que as novas e antigas gerações mesclam-se em um mesmo ambiente com comportamentos muitas vezes antagônicos, dos quais alguns gestores reclamam da velocidade com que os mais jovens querem respostas e estes questionam a lentidão dos processos de tomada de decisão?

Fernanda Ferrão: “Eu acho que hoje a falta de Comunicação é o problema número 1 das empresas, melhor dizendo, a má comunicação.

As pessoas precisam se sentir amarradas, alinhadas a esse sentimento de manter vivos os valores corporativos. Em nossos treinamentos, a gente faz questão de estar junto, a gente valoriza o relacionamento direto com nossos colaboradores. Até quando daremos conta de estar presentes, eu não sei, mas esse tipo de hábito, no vai e vem de novas gerações, gostaríamos que se perpetuasse. É lógico que esta cultura só se fortalece a partir de um time de gestores que também entenda a Comunicação/relacionamentos com nosso RH, como uma diretriz da empresa. A gente tem a Universidade Pompéia , onde conseguimos trabalhar Comunicação e treinamento muito alinhados. Se o funcionário não sabe das coisas que estão acontecendo, isso desmotiva e não adianta achar que o brindezinho vai melhorar o cenário. Os funcionários ficam muito mais felizes quando sabem das coisas do que quando ganham uma canetinha. A sensação que eu tenho é de que cresce o engajamento, o envolvimento, e as pessoas ficam mais presentes naquilo que estão fazendo. Por isto, o Gestor tem de estar preparado para ser fonte de informação constante. Sempre digo aos nossos gestores que aproveitem essa “velocidade” dos mais jovens como uma qualidade, e que não achem ruim. A construção deve ser cumulativa, e não excludente. Não dá mais para ser assim – a geração X contra a geração Y/Z -, daqui para frente vão ter que andar juntas. Não podemos tirar de cena os jovens, temos que acumulá-los em cena. Existe espaço para todos os protagonistas. Todos podem e devem contribuir, desde que a gente se reconheça no outro também, tendo tolerância entre si e com as frustrações. Hoje está tudo muito descartável. Se não está bom agora, não significa que seja assim pra sempre. É preciso se chegar a um consenso. E como fazer isto sem Comunicação?

Trecho da entrevista realizada com a diretora das Lojas Pompéia/Gang, Fernanda Ferrão.

Saiba mais sobre o Programa Gestor Comunicador

#gestão #ComunicacaoInterna #GestorComunicador #gerações #gang #pompéia #fernandaferrão #jacquelinelima #comunicação

37 visualizações0 comentário